Segunda-feira
17 de Junho de 2024 - 

Consulte Os Seus Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Projeto “Ler é Legal” recebe escritor Raymundo Netto durante encontro literário

Com o objetivo contribuir com o crescimento profissional de colaboradoras e colaboradores da Seção de Manutenção e Zeladoria do Poder Judiciário, incentivando a formação de leitores cada vez mais críticos e engajados, ocorreu, na tarde desta terça-feira (21/03), mais uma atividade do projeto “Ler é Legal”. O jornalista, escritor, pesquisador e produtor cultural Raymundo Netto foi o convidado para um encontro literário realizado no Espaço de Convivência do Servidor, no Fórum Clóvis Beviláqua (FCB). Raymundo Netto abordou a importância do hábito de ler como instrumento de desenvolvimento. Também compartilhou experiências sobre a sua relação com a literatura e leu trechos de algumas de suas obras. O escritor ainda elogiou a iniciativa do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), por meio da Diretoria do FCB, e destacou persos benefícios adquiridos a partir da leitura. “É uma alegria ver esse projeto no Tribunal. A leitura é essencial para a formação humana e é um direito dos cidadãos. Fornecer aos servidores essa oportunidade faz com que a gente acredite no potencial humano, pois ler tem várias vantagens, transforma as pessoas em seres mais críticos, reflexivos, amplia a visão de mundo, o poder da criatividade e concede subsídios para ir mais longe”, destacou o escritor. Raymundo Netto durante leitura de conto do livro “Os Acangapebas” Na última quinta-feira (16/05), o escritor esteve do FCB para falar sobre literatura, contemplando as duas turmas do projeto. A servidora Maria de Fátima de Castro Cordeiro, que está à frente da Gerência Judiciária da Comarca de Fortaleza e representou a Seção de Capacitação (Secap) durante o encontro, explicou que o “Ler é Legal” foi pensado para “estimular o conhecimento através da leitura” e esses momentos são “uma oportunidade para engrandecer o projeto e a vida dos participantes”. Para Mariah Ricardo de Oliveira, chefe da equipe de Zeladoria e integrante do projeto, o “’Ler é Legal’ é uma das melhores coisas que já aconteceram. É único. E o evento desta tarde sobre literatura, assim como outros, são caminhos para a gente aprender e se tornar um ser humano melhor”.
21/05/2024 (00:00)
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.