Sábado
13 de Julho de 2024 - 

Consulte Os Seus Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Justiça cearense amplia proteção de unidades judiciárias com novos pórticos de segurança

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) continua avançando em estratégias para ampliar a proteção dentro de suas instalações, visando um ambiente cada vez mais seguro para magistradas, magistrados, servidoras, servidores e, principalmente, para cidadãs e cidadãos que utilizam os serviços do Judiciário. Com essa finalidade, ao longo do mês de junho, serão instalados novos pórticos de segurança em unidades judiciárias do Estado. Na manhã desta sexta-feira (14/06), o 6° Juizado Especial Cível de Fortaleza, no bairro Messejana, recebeu o equipamento com a capacidade de detectar armas brancas, armas de fogo, entre outros metais. A rota de instalação também ocorreu na Vara Única e Privativa de Audiências de Custódia, localizada no Centro; no 1° e 2° Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra Mulher, no Benfica; na 5° Vara da Infância e Juventude, no Presidente Kennedy; e nas Turmas Recursais, na Aldeota. A instalação contou com uma sequência de testes e orientações, efetuada por profissionais especializados, para assegurar o sucesso operacional dos aparelhos. Pórtico instalado na 5ª Vara da Infância e Juventude de Fortaleza Ainda na Capital, o pórtico foi instalado no Fórum Clóvis Beviláqua (FCB). Agora, além da entrada principal, os acessos secundários ao prédio passam a contar com os pórticos, reafirmando o compromisso da Justiça com a segurança e o bem-estar dos profissionais e da sociedade. Para o tenente-coronel Erle Rocha Menezes, da Assistência Militar do TJCE, os dispositivos têm “superado as expectativas, pois são bastante eficientes. O objetivo é identificar e impedir que pessoas mal-intencionadas adentrem as unidades judiciárias portando materiais perigosos e que ofereçam riscos à vida das pessoas”. Detector instalado no prédio onde funcionam os Juizados da Mulher da Capital PROJETO DE SEGURANÇA O projeto de segurança do Judiciário estadual, estimado em R$ 20 milhões, foi anunciado pelo presidente do TJCE, desembargador Abelardo Benevides Moraes, em junho de 2023. Entre as ações, estão segurança armada, monitoramento eletrônico, instalação de portais detectores de metais e controle de acesso com catracas eletrônicas. Os recursos para a execução das ações são do Fundo Estadual de Segurança dos Magistrados (Funseg), voltado a suprir, implementar, captar, controlar e aplicar recursos financeiros destinados à implantação, manutenção, estruturação, aparelhamento, modernização e adequação tecnológica dos meios utilizados nas atividades de segurança.
14/06/2024 (00:00)
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.