Terça-feira
02 de Março de 2021 - 

Consulte Os Seus Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Judiciário cearense promove pela primeira vez leilão eletrônico de imóveis

Pela primeira vez, a Justiça cearense promoveu leilão online de bens imóveis de seu patrimônio, que se encontravam em desuso ou não atendiam mais à finalidade institucional. A atividade ocorreu nesta segunda-feira (18/01) e permitiu ao TJCE arrecadar o montante de R$ 1.074.952,78 com a venda de prédios e casas no Interior do estado. Essas receitas serão revertidas para aplicação em novos investimentos de modernização do Judiciário e melhoria dos serviços. O leilão foi considerado um marco pelo secretário de Administração e Infraestrutura do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), Moisés Costa. “O procedimento fecha um ciclo de estruturação que teve início na gestão do desembargador Gladyson Pontes e foi conduzida pelo desembargador Washington Araújo, que designou uma comissão e servidores para trabalhar no processo de levantamento, análise e avaliação dos imóveis. Houve todo um esforço de implementação da gestão de bens patrimoniais do Tribunal de Justiça, com desenvolvimento de sistemas, normativos e procedimentos internos de trabalho, para que cada ativo fosse constantemente avaliado e monitorado”. Ainda segundo o gestor, a expectativa é realizar dois leilões desta natureza por ano. “Outro objetivo que buscamos é a otimização dos recursos, pois o desfazimento de bens em desuso evita problemas com depreciação e custos de manutenção, aperfeiçoando também o gerenciamento orçamentário”, explicou. FIQUE POR DENTRO Puderam participar com lances pessoas físicas e jurídicas sem vínculos com a instituição e que preencheram as exigências do Edital de Leilão de Bens Imóveis nº 01/2020. A venda ocorreu em modalidade eletrônica, por meio da página oficial do leiloeiro. A alienação dos imóveis foi autorizada pela Assembleia Legislativa do Estado do Ceará por meio da Lei nº 16.715/2018. Quem conduz os trabalhos é a Comissão Especial de Avaliação e Alienação de Bens Imóveis, presidida pelo desembargador Paulo Airton Albuquerque Filho. A Justiça possui cerca de 450 prédios construídos para abrigar juízes em comarcas do Interior e para o funcionamento de outras estruturas.
18/01/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.